EFEITOS / IMPACTES DO RUÍDO

Os efeitos adversos da exposição à poluição sonora incluem ameaças à saúde e bem-estar das populações humanas, a diminuição da capacidade das crianças de aprenderem adequadamente na escola, a deterioração da saúde e distribuição da vida selvagem na terra e no mar, e o alto preço económico que a sociedade deve pagar como resultado.

SAÚDE

O ruído, apesar de apelidado muitas vezes, de assassino silencioso ainda é uma causa de morte pouco notada. Além da mortalidade prematura, a exposição prolongada ao ruído pode ter efeitos de natureza diversa sobre a saúde, a seguir descritos, entre eles o incómodo, perturbações do sono, efeitos negativos no sistema cardiovascular e no sistema metabólico, bem como deficiência cognitiva nas crianças9.

Incómodo – é uma das respostas mais prevalentes ao ruído e é descrito como uma reação ao stress que abrange uma ampla gama de sentimentos negativos, incluindo perturbação, insatisfação, angústia, desagrado e irritação. A resposta individual ao ruído depende não apenas dos níveis de exposição, mas também de fatores contextuais, situacionais e pessoais. Pode iniciar reações fisiológicas de stress que, no longo prazo, podem desencadear o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Perturbações do sono – o sono serve para garantir as funções vitais do corpo. O ruído fragmenta o sono, reduz a continuidade do sono e reduz a quantidade total de tempo de sono, o que pode ter impactos na agilidade, no desempenho no trabalho e qualidade de vida. A restrição do sono causa, entre outras consequências, alterações no metabolismo da glicose e regulação do apetite, consolidação prejudicada da memória e disfunção nos vasos sanguíneos. As perturbações de longo prazo do sono podem também conduzir a problemas de saúde cardiovascular.

Efeitos metabólicos e cardiovasculares – o ruído é um importante fator de risco para doenças crónicas. A exposição ao ruído ativa reações de stress no corpo, levando a aumentos da pressão sanguínea, uma alteração da frequência cardíaca e libertação de hormonas de stress. Os efeitos cardiovasculares e metabólicos relacionados à exposição ao ruído podem também ser uma consequência da redução da qualidade do sono causada pela exposição ao ruído durante a noite, entre outros fatores adicionais ou mecanismos inter-relacionados. Esses efeitos crónicos podem levar a mortalidade prematura.

Desenvolvimento cognitivo em crianças – pode estar relacionado com a exposição ao ruído em casa durante a noite, o que pode causar problemas de humor, fadiga e prejuízos no desempenho das tarefas no dia seguinte. O ruído que afeta as habitações também pode causar problemas de hiperatividade e desatenção, levando a um menor rendimento académico9.

Fonte: Adaptada de European Environment Agency, 2020

OUTROS

O ruído também tem um impacte negativo na vida selvagem, tanto na terra como na água. O ruído antropogénico não afeta apenas as espécies sensíveis ao ruído, mas tem impactes numa ampla gama de espécies terrestres e espécies aquáticas que habitam ecossistemas muito diferentes. Causa uma série de respostas fisiológicas e comportamentais na vida selvagem terrestre e marinha, que podem levar à redução do sucesso reprodutivo, aumento do risco de mortalidade e emigração, resultando em diminuição da densidade das populações. Por exemplo, o ruído do tráfego rodoviário pode dificultar a comunicação entre populações de sapos e de pássaros entre si, especialmente durante a época de acasalamento, reduzindo a sua capacidade de reproduzir ou forçando-os a fugir dos seus habitats. O ruído do transporte marítimo, produção de energia, construção e outras atividades é outra preocupação. Por exemplo, pesquisas apontam para danos auditivos em baleias, que podem prejudicar sua capacidade de comunicar e encontrar comida10.

Embora as respostas ao ruído sejam muito dependentes da espécie, os efeitos podem começar a aparecer em níveis tão baixos quanto 40 dB (A) para animais terrestres. Além dos níveis de ruído, os impactes também podem depender da frequência e do tipo de ruído2.

Pelo menos 19% das áreas de proteção da natureza cobertas pela Natura 2000 estão localizadas em áreas onde os níveis de ruído estão acima dos limites da Diretiva de Ruído Ambiente devido às estradas, ferrovias e aeronaves2.


2 – Environment noise in Europe 2020

9 – Ruído do Tráfego Aéreo – Portugal e Lisboa, Infelizmente, no Topo das Preocupações à Escala Europeia

10 – EEA SIGNALS 2020 – Towards zero pollution in Europe